Como funciona o seguro para dentista e suas vantagens

Cuidar da saúde é uma preocupação constante e para ajudar nesse sentido um seguro para dentista pode trazer muitas vantagens. Mais de 30% da população brasileira conta com um plano de saúde, e agora cada vez mais se pensa também na saúde bucal.

Neste artigo vamos tratar sobre o seguro odontológico, explicando um pouco melhor a diferença para o um plano de saúde. Apesar de se tratarem de nomes parecidos, plano e seguro odontológico ou de saúde são coisas diferentes.

No caso do que ocorre com os planos, são realizados atendimentos médicos somente na rede credenciada pela empresa, com um pagamento posterior à consulta.

O que ocorre na maioria das vezes é a cobrança de uma mensalidade fixa, que permite o acesso à rede credenciada. Posteriormente é cobrada uma taxa por cada atendimento realizado, sendo um custo muito menor que o valor de uma consulta particular.

Já no caso de um seguro de saúde, o indivíduo pode escolher o local de atendimento, podendo ser parte ou não da rede da empresa. Essa costuma ser uma boa opção para quem já tem um médico de preferência, e no entanto, este não atende por plano.

No seguro o paciente primeiro realiza a consulta e depois é reembolsado, com limites definidos no contrato que será assinado entre a assessoria contábil que você trabalha e o seguro contratado, no caso de planos empresariais.

Normalmente, o valor coberto é razoável, suprindo os custos dos procedimentos. Mesmo que isso não ocorra, o paciente receberá parte do dinheiro de volta.

Fique sempre atento aos limites da apólice, vendo quando é necessário aumentá-lo para garantir a melhor cobertura.

Como funciona o seguro odontológico?

Da mesma forma que o seguro saúde, o seguro odontológico de dá por meio de reembolsos. O primeiro passo é realizar a visita ao dentista desejado, que pode ser tanto uma indicação da seguradora ou não ter ligação com a rede credenciada.

O usuário deve juntar todos os recibos da consulta e dos procedimentos realizados para a seguradora, recebendo o reembolso do que foi gasto.

No caso de se realizar o atendimento pela rede credenciada, como em uma clínica de exames laboratoriais, que realiza por exemplo, exame admissional para empresas, não existe nenhum custo, não havendo reembolso nesse caso.

A empresa paga diretamente aos profissionais da rede credenciada, de forma que todo o acerto é feito internamente. No contrato de seguro constam todas as informações, bem como os valores de reembolso e assistências que podem ser utilizadas.

Antes de utilizar qualquer serviço, aconselhamos verificar primeiro se eles são cobertos pela empresa. Quando o procedimento não é coberto, o usuário precisa arcar sozinho com os custos do atendimento.

Outro ponto importante de um seguro é a carência, que se trata do período entre a contratação do serviço e quando ele poderá começar a ser utilizado.

Para um seguro dentário, normalmente falamos em um período de carência que costuma ser de 60 dias, normalmente. Para situações de emergência é possível disponibilizar o atendimento em até 24 horas após a assinatura do contrato. 

Nesses casos o dentista atua no tratamento da dor, sendo que os demais tratamentos necessários, é preciso esperar os 60 dias de carência.

Existe seguro odontológico para empresas?

Muitas empresas, como aquelas de manutenção de equipamentos biomédicos oferecem benefícios aos seus funcionários, e os planos de saúde e seguro odontológicos podem ser um deles.

Nesses casos, normalmente é dividido entre funcionário e empresa o custo da mensalidade do seguro. Essa é uma contratação facultativa, que ajuda o trabalhador a manter sua saúde bucal sempre em dia, com um baixo impacto em suas finanças.

Outra opção é a contratação do plano odontológico empresarial para organização, nesse caso é compulsório, ou seja, é um serviço obrigatório para todos os colaboradores da empresa.

Nesse caso, o mais comum é que a companhia pague sozinha pelo seguro de seus funcionários.

Por que o seguro odontológico é importante?

Imagine-se em sua ocupação de distribuidor de avental descartável, com uma forte e desagradável dor de dente.

Ao ir ao dentista você é informado que precisará extrair o dente, mas o que fazer quando as finanças em casa não andam bem? Continuar com a dor de dente?

Se você contar com um seguro odontológico será mais simples arcar com os custos de um bom tratamento para seus dentes. São diversas e variadas as situações em que uma pessoa pode precisar de um dentista, por exemplo, em casos de:

  • Sensibilidade;
  • Sangramentos;
  • Raiz exposta;
  • Dentes fraturados;
  • Bruxismo;
  • Mordida cruzada;
  • Cáries;
  • Periodontite;
  • Entre outros.

Em casos mais graves é importante o correto atendimento para direcionar sobre as melhores medidas para melhorar o quadro. Os quadros de fratura dentária podem aparecer como pequenos trincados que favorecem o surgimento de cáries e infecções.

Outro sinal comum de problemas são os sangramentos na gengiva, que epodem indicar problemas como gengivite.

Esse é um problema que ocorre quando existe acúmulo de tártaro na mucosa, e que se não for adequadamente tratada pode levar até mesmo a perda dos dentes.

Assim como nos importamos com equipamentos de proteção individual e coletiva, precisamos ter um cuidado especial com nossos dentes, comparecendo ao dentista, pelo menos a cada 6 meses.

No caso de haver sintomas ou necessidades de tratamento, as consultas precisam ser mais frequentes, e nesse momento pode ser muito útil contar com um seguro odontológico.

Seguro odontológico vale a pena?

Por diversos motivos podemos apontar que um seguro odontológico vale a pena, começando pelo seu custo-benefício.

Se compararmos um seguro odontológico com os custos de consultas particulares ou mesmo daquelas realizadas por um plano de saúde odontológico, temos um custo menor.

E ainda é possível escolher com qual profissional você quer se consultar, recebendo o reembolso dos seus gastos. Você vai pagar uma parcela mensal, e terá acesso a um seguro que tornará sua saúde bucal mais bem cuidada.

Com vistas frequentes a esse profissional, é possível ter cuidados preventivos evitando maiores problemas. Por exemplo, para que usar um avental cirúrgico para tratar uma cárie se é possível preveni-la com uma limpeza rotineira dos dentes?

Personalização do seguro e emergências

É possível personalizar o seu seguro dentista de acordo com suas necessidades, podendo abranger aparelhos odontológicos ou cirurgias mais complexas.

Inclua todas as suas necessidades em seu seguro, para que todas elas sejam atendidas, garantindo sua melhor saúde bucal. Quando os procedimentos forem realizados você será reembolsado, não pagando sozinho altos valores.

Outro ponto que chama atenção dos consumidores é o atendimento 24 horas, que permite que o usuário vá até o consultório do dentista a qualquer horário, havendo uma urgência ou emergência.

Não fique aguentando dores frequentes e lidando com sangramentos, postergando os cuidados com seus dentes para depois. Apesar das vantagens, esse é um mercado recente, com apenas cerca de 22 milhões de segurados por seguros para dentistas.

Já nos planos e seguros de saúde são mais de 50 milhões de contratações, mostrando o potencial do mercado.

Quanto custa um seguro dental?

Tanto o aluguel de equipamentos hospitalares quanto os custos com o profissional dentista estão inclusos no seguro odontológico, e os custos podem variar conforme diversos fatores.

Quanto maior a cobertura da assistência, maior é o custo do seguro, geralmente seguindo sempre uma regra proporcional a esses fatores.

Mas não busque eliminar coberturas apenas para economizar, pois terá que pagar sozinho pelos atendimentos que o seguro não cobrir.

A maioria dos procedimentos, como a colocação de aparelho odontológico, precisa de um acompanhamento por um longo tempo, além de altos custos envolvidos.

Se você já sabe da necessidade de fazer algum atendimento específico, mesmo que futuro, já coloque nas coberturas de seu seguro para dentista.

Outra coisa que influencia no custo é a empresa escolhida, bem como a região do país em que você mora. Quando fizer seu seguro você irá definir se ele atende apenas você ou a toda sua família, que podem ser dependentes.

Quando o seguro dentário é um benefício oferecido por empresas, como fabricantes de lençol hospitalar, entre os benefícios dados para colaboradores, tem-se aí um excelente incentivo para a vaga de trabalho.

Nesse caso os valores são divididos com a empresa de forma que o trabalhador paga menos pelo benefício. Independente da região, os custos com o seguro odontológico são bem menores que os custos de um plano de saúde.

Planos de saúde costumam ter um custo de pelo menos R$150 mais os valores das taxas extras por procedimento. Enquanto isso é possível encontrar seguros de dentistas por valores a partir de R$30 mensais.

Considerações Finais

Os seguros odontológicos são importantes investimentos no que tange a saúde bucal da população. Contrate um seguro conforme suas necessidades e aproveite para cuidar de seus dentes e ter um sorriso perfeito.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Post relacionados