Conheça as categorias de seguro auto e qual é o melhor para você

Ter um carro é um investimento que precisa de cuidado, por isso é tão importante conhecer as categorias de seguro auto.

De forma geral, a cada dia a consciência de se investir em prevenção aumenta, assim como uma nova mentalidade de um educação financeira, visando não só adquirir um bem, mas também cuidar dele.

O que ocorre muito é que o dinheiro de quase uma vida é dedicado para aquisição de um bem, como um carro, por isso é essencial se prevenir para não comprometer seus esforços em um imprevisto.

Em um acidente ou em um roubo, os prejuízos podem ser bem altos, e essa consciência é fundamental para se estar preparado.

Assim como existem negócios especializados em contabilidade para pequenas empresas e médias, existe uma série de seguradoras prontas para atender às mais diversas situações.

Desde coberturas mais simples que incluem colisão e roubo, até os benefícios adicionais, as opções são variadas. Os perigos no trânsito como a chance de se envolver em acidentes ou mesmo de ter o veículo furtado, são grandes.

Em 2019, por exemplo, houveram registros de mais de 67 mil acidentes, considerando apenas as rodovias federais. Além disso, são registrados cerca de 1 furto ou roubo por minuto.

Ainda assim, estima-se que cerca de 70% dos veículos brasileiros não contam com nenhuma modalidade de seguro. Todos estes são passíveis de darem um grande prejuízo não somente aos seus donos, mas também a outras pessoas.

Anualmente, com o licenciamento do seu veículo, se faz o pagamento do DPVAT, um seguro obrigatório focado na assistência das pessoas envolvidas em um acidente, mas que não cobre bens materiais, como o carro.

Visando elucidar os tipos de seguros de auto disponíveis e te ajudar no momento da escolha, pontuamos neste artigo quais são as opções disponíveis e o que considerar neste momento.

O que avaliar para contratar um seguro?

Assim como você deve avaliar o custo-benefício em uma consultoria fiscal e tributária, é importante levantar suas necessidades para encontrar a modalidade de seguro que mais se encaixa em sua realidade.

Não adianta olhar somente o preço final, sendo fundamental pesar quais situações você pode estar sujeito. Avalie criteriosamente os riscos com os quais você lida diariamente, tomando cuidado para não se frustrar ao requisitar algo que não está coberto em sua apólice.

É preciso ler o contrato com calma, entender tudo que foi pontuado ali, conhecendo realmente o que é abordado e o que não é.

Aconselhamos buscar um corretor de seguros em que você possa confiar para tirar suas dúvidas. Pesquise as opções disponíveis e faça uma cotação em diferentes seguradoras, para que você possa comparar as coberturas e preços.

Em uma busca na internet também é possível pesquisar opiniões, assim como de serviços de importação aérea, de forma a saber o que outros consumidores estão falando sobre as opções disponíveis, avaliando reclamações e elogios. 

Quais são os tipos de seguro auto?

De forma geral, os tipos de seguro auto que existem disponibilizados no mercado não variam muito de empresa para empresa. Todas oferecem basicamente os mesmos tipos de coberturas, mudando alguns detalhes ou serviços.

Como pontuamos acima, é preciso pensar nos riscos diários aos quais você está sujeito, eliminando situações que não se encaixam em sua rotina.

Um exemplo é quando a apólice cobre inundações. Se em sua cidade isso não acontece, esse tipo de sinistro se torna desnecessário.

O que vale ser pesado aqui é que ao colocar os gastos no papel, verá que fica mais barato fazer a contratação do seguro do que ter que arcar sozinho com os prejuízos.

A seguir pontuamos os 6 tipos de coberturas mais comuns disponíveis no mercado para conhecer suas opções.

Seguro compreensivo 

Se você trabalha com um eficiente sistema de gestão de transporte, sabe a necessidade de se considerar as mais diversas situações para sua segurança.

O seguro compreensivo é a opção mais completa disponível no mercado, englobando um número grande de situações, tais como:

  • Colisão, derrapagem, abalroamento e capotagem;
  • A queda de um determinado objeto sobre o carro;
  • Possíveis danos ocasionados pela carga;
  • Avarias durante o transporte do veículo;
  • Danos ocasionados por terceiros;
  • Inundação, enchentes e alagamentos;
  • Terremoto, granizo, ressaca, raios, furacão e vendaval;
  • Incêndios ou explosões;
  • Roubo e furto, seja parcial ou total.

Por este ser o tipo de seguro mais abrangente, também é o mais caro, sendo que fatores como a idade do veículo pesam no valor final.

Ele é indicado para quem usa o veículo com alta frequência, e se encontre em áreas nas quais todos estes riscos são uma realidade. Outro fator a se considerar é que a indenização do seguro compreensivo pode ser total ou parcial.

Seguro de acidentes de passageiros

Voltado para aqueles profissionais que trabalham com o transporte de pessoas principalmente, o Seguro de Acidentes Pessoais de Passageiros (APP), cobrem os danos sofridos pelos passageiros.

Se você trabalha com serviços de call center e faz o uso de transporte de terceiros diariamente para se deslocar, essa é a cobertura voltada para você. Neste caso as indenizações cobrem situações como a invalidez ou morte acidental dos passageiros.

Seguro de terceiros

O Seguro de Responsabilidade Civil Facultativo de Veículos (RCF-V) ou seguro de terceiros é a categoria que engloba os danos a terceiros.

Trata-se do conjunto de prejuízos, sejam eles pessoais, materiais ou morais, causados a pessoas como ciclistas, pedestres e outros motoristas, por exemplo. Também visa cobrir possíveis danos ao patrimônio de outras pessoas, como muros, postes ou portões.

Em caso de acidentes é uma forma de se assegurar contra possíveis ações judiciais, cobrindo os cuidados médicos aos feridos, de forma que o motorista arque com suas responsabilidades.

Geralmente o seguro de terceiros está incluso no seguro compreensivo, mas também pode ser adquirido de forma isolada, sendo uma indicação interessante para quem tem carros antigos.

Seguro de cobertura em desastres

O seguro de cobertura em desastres envolve danos materiais que sejam causados por calamidades, tais como nevascas, explosões, raios, enchentes, entre outros.

Assim como um sistema de monitoramento em nuvem é algo bem específico, devendo ser contratado em localidades em que esses riscos sejam uma realidade.

Indenização em perda total

A indenização em perda total ocorre quando não há possibilidade de se recuperar o veículo ou no caso do valor de sua restauração ser superior a 75% do valor do carro.

É uma cobertura importante, pois a seguradora vai realizar a indenização com o valor integral do veículo. É uma forma de se impedir que o proprietário possa perder todo o seu patrimônio, seja em caso de roubo ou sinistro.

Proteção contra roubos e furtos

Assim como um sistema de emissão de boletos é uma cobertura mais comum de ser contratada. Voltado para furtos e roubos, algumas seguradoras podem incluir a cobertura de outros riscos, como:

  • Incêndios;
  • Raios;
  • Explosões;
  • Roubo ou furto de equipamentos originais do veículo;
  • Abalroamento, colisão, capotagem ou derrapagem.

Outro nome dado para este tipo de seguro é “rastreador com seguro”, devido ao fato de algumas seguradoras disponibilizarem a instalação de um rastreador para os veículos dos clientes.

Neste caso a indenização é paga quando o carro não é encontrado ou é superior à 75% do valor do veículo, sendo que danos inferiores a isso ficam por conta do contratante.

Quando são necessárias coberturas adicionais?

Em sua organização financeira, que pode ser otimizada por um software de gestão financeira, existe a possibilidade de se contratar coberturas adicionais.

Elas podem ser organizadas em quatro grupos. No grupo 1 estão carrocerias, acessórios, kit gás e blindagem. No grupo 2 está incluído um carro reserva, assim como assistência 24 horas, avarias em lanternas, vidros, retrovisores e faróis.

O grupo 3 envolve as despesas extraordinárias, como o sinistro de perda total, assim como diárias relacionadas a perda de faturamento e indisponibilidade do veículo, voltado para veículos de carga.

Por fim, o grupo 4 engloba a ampliação da cobertura, como a extensão de perímetro, aumentando a cobertura para outros países.

As coberturas adicionais costumam tratar casos específicos, com algumas direcionadas exclusivamente para veículos de carga, como é o caso dos caminhoneiros.

Considerações finais

Neste artigo você conferiu os tipos de seguro de auto disponíveis no mercado, assim pode se organizar melhor quanto às suas necessidades. É importante avaliar quais são suas reais demandas e procurar um serviço que ofereça suporte aos riscos envolvidos.

Vale ressaltar que os custos com um seguro trazem segurança, uma vez que os gastos com o sinistro costumam ser bem superiores aos custos de um bom seguro.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Post relacionados