Dicas de filmes brasileiros para comemorar o dia dele, o nosso cinema!

O cinema é formado de histórias e emoções que atravessam a tela e chegam até o público. Ele chegou ao Brasil em 1898 quando Afonso Segretto gravou as primeiras imagens em movimento da Baía de Guanabara no Rio de Janeiro. Do Cinema Novo ao Cinema de retomada, a produção nacional passou por altos e baixos e hoje a indústria fonográfica está consolidada. Com obras interessantes e ricas, o nosso cinema evoluiu e ganhou mundo fazendo grande sucesso. Hoje, no Dia do Cinema Brasileiro, separamos alguns títulos de diversos temas e gêneros especialmente para você!

Limite (1931)

Esse filme figura a cabeça da lista dos 100 melhores filmes brasileiros segundo a Associação Brasileira de Críticos de Cinema. Considerado vanguardista, logo em suas primeiras sessões causou polêmica e desapareceu até a década de 70. A história traz duas mulheres e um homem que estão à deriva no barco que relembram seu passado.

O Pagador de Promessas (1962)

Baseados na peça de teatro de Dias Gomes, o filme narra a história de Zé do Burro, um homem que busca cumprir sua promessa feita à mãe de santo em terreno de candomblé de carregar uma cruz pesada da sua terra até a igreja de Santa Bárbara em Salvador. A história trata da difícil relação do homem com a religião e da intransigência dessa instituição. A películar concorreu a melhor filme estrangeiro no Oscar; e foi o único filme brasileiro a ganhar a Palma de Ouro em Cannes.

Dona Flor e Seus Dois Maridos (1976)

Clássica comédia brasileira inspirada no livro homônimo de Jorge Amado, Dona Flor e seus Dois Maridos traz a história de uma mulher que passa a conviver com o o segundo marido e o fantasma do primeiro. Foi o filme mais visto por mais de 30 anos com mais de 10 milhões de espectadores.

Central do Brasil (1998)

Um dos melhores e mais aclamados filmes nacionais traz a história dramática de Dora e o garoto Josué que se encontram pelo acaso e juntos criam uma amizade enquanto rodam pelo Brasil. O filme representa o cinema de retomada; foi indicado ao Oscar e levou os prêmios Globo de Ouro, BAFTA e o Urso de Ouro no Festival de Berlim.

O Auto da Compadecida (1999)

Baseado no livro homônimo a história traz a dupla João Grilo e Chicó, pobres sertanejos que viver de pequenos golpes. Junto a outros eles acabam sendo mortos por um cangaceiro da região e ficam à espera da sua sentença de ir para o inferno ou o céu.

Cidade de Deus (2003)

O filme retrata a formação da comunidade Cidade de Deus através de jovens da região. É provavelmente o filme mais reconhecido internacionalmente tenso sido indicado a 4 Oscars, além de fazer parte da lista de melhores filmes de todos os tempos pela revista Empire, Time e o jornal The Guardian.

Tropa de Elite 1 e 2 (2007/ 2010)

Tropa de elite trata da violência nos morros cariocas e a corrupção policial e dos políticos. Seu primeiro filme conquistou o Urso de Ouro em Berlim; e devido ao reconhecimento o segundo é a maior bilheteria do cinema nacional.

Que Horas ela volta (2015)

O filme traz a história da empregada doméstica Val, uma mulher de Pernambuco que vai para São Paulo trabalhar como babá para um casal de classe alta; e sua filha, Jéssica. O filme aborda o tema de desigualdade social e foi premiado em Berlim e Sundance.

Aquarius (2016)

O filme Recifense traz Sônia Braga no papel de uma moradora viúva e última moradora de um antigo edifício, que sofre diversas formas de investidas para abandonar seu imóvel. O filme trata de hierarquias e controle da cidade pelas partes mais abastadas. Sucesso de crítica mundial, foi indicado à Palma de Ouro e ganhou prêmios em diversos festivais.

Hoje, felizmente, as diversas narrativas são muito mais acessíveis. Através do tablet, notebook ou até smartphone você consegue assistir de blockbusters aos filmes mais cults. Para não perder a chance de assistir e maratonar os melhores filmes do nosso cinema não esqueça de manter seus itens eletrônicos sempre protegidos com o Seguro para Notebook e Smartphones.

Dicas de filmes brasileiros para comemorar o dia dele, o nosso cinema!
Rate this post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *