Todo seguro é útil, principalmente quando surge a necessidade de usá-lo. Quase sempre é por causa de um acidente, grande ou pequeno. Mas, no caso de seguro de moto, ele é super essencial. Não é por menos que o Dpvat (3/4 de todos os casos de acidentes) de moto é sempre mais caro do que de carros. O motivo? Maior facilidade de acidentes com danos materiais e físicos.

Motos são veículos bem mais frágeis que carros, caminhões e outros tipos, por isso seus condutores estão proporcionalmente expostos a muito mais riscos e perigos cotidianamente.Nesse contexto, fazer um seguro de moto garante que o motociclista tenha mais tranquilidade para circular com garantias contra roubo, incêndio, colisão, furto, danos a terceiros, assistências 24 horas etc.

Essencialmente, as apólices de seguro são fundamentais para resguardar você em situações de emergência. No entanto, é importante lembrar que, para receber a proteção do seguro, as eventualidades precisam estar previstas em contrato, as famosas coberturas. Quanto mais ampla a cobertura, menos sujeito você estará a tomar prejuízo. Mas evidentemente que os seguros seguem a regra do mercado, pois quanto mais completo, mais caro.

Além disso, o seguro é uma opção indispensável para quem deseja proteger o veículo,uma vez mais que ele é trivial para o seu cotidiano, sendo a moto uma ferramenta de trabalho ou dedicada ao deslocamento estudantil. Seja qual for a sua utilização, é importante fazer a contratação de uma boa cobertura que contemple preferencialmente as situações de risco a que você se expõe.