Veja a importância de fazer um seguro de vida

Fazer um seguro de vida é visto por muitos como um certo tabu, como se o simples fato de alguém estar procurando por esse tipo de serviço atraísse algum tipo de mal para o indivíduo, como se ele estivesse prevendo algum tipo de acidente.

Essa é uma situação comum que acontece durante o contrato de casamento, no qual muitos dos envolvidos nessa cerimônia consideram a mera discussão sobre o modelo a ser adotado, com comunhão ou separação de bens, como um presságio para o fim da relação.

O que acontece é justamente o contrário, com as pessoas seguradas estando preocupadas não apenas com o seu futuro, mas também daqueles ao redor, com destaque para a sua família, quando se pensa em um seguro de vida.

Em um primeiro lugar, existe a própria concepção de se contar com uma segurança patrimonial, permitindo que a sua renda, além de outros patrimônios conquistados, sejam destinados diretamente aos seus parentes próximos.

Por outro lado, as funções de um seguro de vida estão muito além do valor financeiro, com essa compensação servindo apenas como uma forma de apoiar as pessoas que foram prejudicadas por um acidente ou que deixaram sua família de alguma forma desamparada.

Sendo assim, um seguro de vida consegue atuar na conclusão de diversos objetivos, como em um sonho ou projeto de vida, além de garantir uma manutenção no padrão de vida, no caso de um profissional que se encontra impossibilitado de trabalhar, por exemplo.

Uma segurança que serve também para momentos futuros da vida, como uma pessoa que presta serviços como consultoria e treinamento que após anos de trabalho, chegou até o tempo de sua aposentadoria, contando com os serviços de um seguro de vida durante toda a sua jornada.

Tais seguros funcionam também como forma de apoiar os segurados e os seus familiares com o surgimento de despesas emergenciais, como um tratamento de saúde ou os custos funerários, auxiliando na resolução de problemas para alguém que já se encontra abalado.

Tendo essas situações, além de muitas outras como exemplo, fica claro como a contratação de um seguro de saúde é uma ação que está longe de mostrar um certo desconsideração pela vida, pelo contrário, simboliza o cuidado que a pessoa tem com si e seus parentes.

Só é necessário agora conhecer quais são as particularidades de um seguro de vida, assim com as variedade disponíveis em relação às empresas seguradoras.

Como funciona um seguro de vida

Para entender a funcionalidade desse tipo de seguro é importante compreender alguns conceitos que não chegam a ser exclusivos da área, sendo encontrados também por uma empresa de planejamento tributário que trabalha com outros tipos de seguros.

A começar pela apólice em si, ou seja, o documento que regulamenta entre outras coisas valor a ser resgatado no caso de algum acidente ou casualidade que estão abrangidos por esse seguro em específico. Em resumo, a apólice se refere ao papel do contrato em si.

Formalizada essa relação contratual que lida com os riscos para ambos os envolvidos, o segurado se compromete a pagar em algum período de tempo estipulado, frequentemente de forma mensal, um valor para a empresa seguradora, o que conhecido como prêmio.

Prêmio esse que na maioria dos contratos de seguros só será repassado de volta ao segurado no caso de um sinistro, ou seja, de uma adversidade abordada pelo contrato.

Por ser um seguro de vida, os sinistros mais comuns são os de óbito, doença, acidente ou algum tipo de invalidez, que irá impedir com que a pessoa segurada consiga fornecer algum tipo de mão de obra qualificada e especializada para o seu sustento e da sua família.

Entre os tipos existentes de seguro de vida estão:

  • Seguro individual;
  • Seguro familiar;
  • Seguro resgatável;
  • Seguro coletivo.

A diferença entre os seguros individuais e o familiar está no nível de pessoas seguradas, focando em um indivíduo em si ou no seu grupo familiar completo. A maior distinção se encontra nos outros modelos.

O seguro de vida resgatável permite que depois de um certo tempo o valor do prêmio possa ser resgatado pelo segurado, mesmo sem o surgimento de nenhum sinistro, funcionando de forma similar a um modelo de consórcio.

Já o seguro coletivo é mais comum em empresas, como uma companhia que realiza consultoria telefonia empresarial, onde muitos dos seus funcionários costumam realizar diversas viagens, disponibilizando a eles um seguro como proteção.

Independente do número de pessoas protegidas, os seguros de vida costumam trabalhar com regras similares, abrangendo acidentes pessoais e de trabalho, servindo o reembolso de despesas médico-hospitalares, além da proteção em caso de morte.

Para quem ainda tem dúvidas sobre os benefícios conquistados ao contratar um seguro de vida, os próximos tópicos serão de grande importância, destrinchando a fundo algumas vantagens que esse tipo de serviço pode trazer a você e à sua família.

As vantagens de contratar um seguro de vida

Os benefícios alcançados ao adquirir um seguro de vida partem principalmente de dois pontos: o valor financeiro e o de proteção aos seus parentes. Um conjunto que interessa a qualquer pessoa responsável por sustentar uma família.

Até porque alguém nessa posição o que mais teme é a possibilidade de deixar seus entes queridos desprotegidos no caso de uma possível eventualidade, com as suas finanças sendo otimizadas por um software de gestão financeira para criar uma poupança.

E falando das vantagens de um seguro de vida, é importante começar justamente pelo teor monetário.

Custo-benefício

Os serviços de seguro são realizados por diferentes empresas, que apresentam planos personalizados para os mais diferentes públicos, levando em conta a realidade financeira sua e da sua família, fornecendo um apoio similar ao número de gastos do grupo.

Dessa forma, é possível contratar um seguro de vida por um valor cada vez mais acessível, com uma pequena quantia mensal sendo necessária para proteger os seus entes queridos na possibilidade de um problema grave.

Você pode simular seu seguro de vida aqui em nosso site MeuSeguroMaisBarato.

Esse serviço acaba por ajudar também na segurança financeira do seu grupo familiar, permitindo que eles não se endividem com gastos não previstos, como as despesas com tratamentos além dos custos funerários.

Planejamento financeiro

Apostar em um negócio próprio muitas vezes necessita de um investimento de risco, o que pode preocupar alguém que tenha outras responsabilidades relacionadas ao sustento da sua família.

Afinal, ninguém quer correr o risco de depender unicamente da renda de um empreendimento, para que no caso de um acidente, esse faturamento se mostre indisponível. Nesses casos, um seguro de vida pode representar algum tipo de proteção.

Uma segurança que impede que as pessoas tenham que vender os seus patrimônios para arcar com alguma dívida relacionada ao tal acontecimento.

Para um empreendedor, garantindo também que as empresas de folha de pagamento com que ele trabalha sejam pagas durante o período que ele se encontra afastado do trabalho, por causa de algum motivo de saúde.

Liberação mais rápida do seguro de vida

Existem outras maneiras de deixar às suas pessoas próximas resguardadas no caso de um acidente, como acontece com a herança, no qual os seus bens são distribuídos entre os seus familiares e aqueles que foram mencionados em seu testamento.

O problema é que esse valor costuma demorar a ser liberado, dificultando a vida de alguém que precisa urgentemente arcar com as despesas resultadas de um tratamento de saúde pelo qual o paciente, agora falecido, teve acesso.

O seguro de vida costuma ser liberado de maneira muito mais rápida do que uma herança, e ainda conta com uma isenção no imposto de renda, apesar da sua necessidade de ser declarado aos órgãos competentes.

Cobertura de doenças graves

Cada seguro possui a sua especialidade, dependendo também do valor mensal do contrato que foi idealizado. Com isso, muitos seguros de vida cobrem a possibilidade de doenças graves, como o câncer, que exige um tratamento longo e custoso.

Permitindo que um profissional que trabalha com tradução juramentada, ou seja, como tradutor de documentos que possuem algum valor legal, de arcar com as despesas desse tratamento, mesmo que se encontre momentaneamente afastado do seu emprego.

O melhor momento de se contratar um seguro de vida

Com todas essas características citadas, você pode se perguntar qual é o melhor momento para se contratar um seguro de vida, e a resposta mais simples é a de que o momento certo é o agora. Quanto antes você se preparar, mais protegido seus familiares estarão.

Para quem se encontra com outras dívidas no momento e pretende adiar por um tempo a contratação deste seguro, outros períodos indicados para se contatar uma empresa seguradora é durante momentos de transição da sua vida.

Casamento, o nascimento do primeiro filho, a mudança para uma casa maior, um conjunto de atividades que exigem uma maior responsabilidade para aqueles encarregados de não só sustentar, mas também de apresentar um suporte emocional ao seu núcleo familiar.
Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Post relacionados